Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Partilhar, partilhando

Aqui falo de coisas minhas e coisas que vou vendo ou vou sabendo. O que gosto e o que não gosto. Falo de tudo e de nada!

Partilhar, partilhando

Aqui falo de coisas minhas e coisas que vou vendo ou vou sabendo. O que gosto e o que não gosto. Falo de tudo e de nada!

A moda dos cozinheiros e dos cozinhados

 

cozinhando-mulher-23451436.jpg

  (foto retirada da Net)

 

Cada vez ouvimos mais pessoas a afirmar que descobriram a cozinha e que adoram de paixão cozinhar. Que me desculpem a franqueza, mas quanto a mim este súbito interesse pela culinária deve-se ao facto de ter virado moda. Atenção, que também já foi moda dizer com orgulho que não se sabia estrelar um ovo.

Para esta mudança não será alheio o facto da profissão de cozinheiro ter hoje outra importância, devido aos grandes programas de televisão de reconhecidos chefs internacionais, verdadeiras estrelas do show business e todos os MasterChefs deste mundo.

Tudo contribuiu para a mudança e muita gente que fugia da cozinha a sete pés, nem que fosse para fazer um chá, de repente descobriu que aquilo afinal é uma dependência da casa onde se confecciona comida e passaram a ter interesse em saber fazer alguma coisita para se dar ao dente. Em tempos de crise foi uma óptima opção. Ficamos a dever-lhe isso. 

Quanto a mim, já há muito que descobri a cozinha e para que servia, cedo aprendi a estrelar ovos, fritar salsichas, cozer peixe e batatas, fazer um bife ou uma costeleta e arroz branco. Nada de batatas fritas, não porque não gostasse ou porque se devia evitar os fritos, mas porque não devia mexer em óleo a ferver. A seguir às sessões de culinária, tinha de dar um jeito à cozinha, quando o que eu queria era ir para a rua brincar. 

Mais tarde tive de aprender a fazer outros menús, não podia ficar só por aqueles pratos, foi necessário evoluir. Possivelmente porque comecei cedo e não foi por gosto, não acho esta função uma coisa assim tão extraordinária e maravilhosa. Mas às vezes gosto de cozinhar, aliás se pudesse, só cozinhava nos dias em que estivesse para aí virada.  

Também me deixei contagiar pelos programas em que se escolhe quem fez a melhor comida, quem empratou melhor, quem deixou a bancada mais limpa e arrumada, mas só mesmo como espectáculo televisivo, pessoalmente continuo a gostar de fazer comidas muito simples e sobretudo que não me desarrumem muito a cozinha. 

Fiquem bem.

Mary S.

 

3 comentários

Comentar post