Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Partilhar, partilhando

Aqui falo de coisas minhas e coisas que vou vendo ou vou sabendo. O que gosto e o que não gosto. Falo de tudo e de nada!

Partilhar, partilhando

Aqui falo de coisas minhas e coisas que vou vendo ou vou sabendo. O que gosto e o que não gosto. Falo de tudo e de nada!

De comer e chorar por mais

20150808_143052.jpg

 

Adoro chocolate seja de que maneira for.  Simples ou em bolos, mousse, biscoitos, gelados, desde que esteja presente, sabe-me sempre bem. No Inverno um chocolate quente é uma delícia que me aconchega o estômago e a alma. 

Como este meu canto é um lugar de Partilha, hoje vou falar num bolo de chocolate que é uma delícia, uma verdadeira atracção turística vienense a Sacher-Torte.

Esta maravilha da doçaria tem uma história. Foi criada em 1832 para o princípe austríaco Klemens Wenzel von Metternich, que gostava que o seu pessoal da cozinha criasse novos pratos para apresentar os convidados. Foi o jovem aprendiz Franz Sacher na altura com dezasseis anos,  o seu criador. Nunca deu a receita a ninguém, só a transmitiu ao seu filho Eduard.  

Eduard Sacher e a sua mulher Ann, abriram por volta de 1876 em Viena, o Hotel Sacher e ali começaram a vender o bolo de chocolate criado pelo pai. O local ficou famoso e passou a ser muito frequentado pela alta sociedade vienense. Hoje a iguaria é reconhecida internacionalmente e o Café Sacher envia-a para qualquer parte do mundo.  Ir a Viena e não entrar no célebre café para provar a Sacher-Torte é o mesmo que visitar Lisboa e não ir aos Pastéis de Belém.  

Quando estive em Viena, fui beber um café e comer uma fatia do célebre bolo de chocolate, recheado com marmelada de pêssego e servido com creme chantilly. Gostei do bolo e do interior do café, para além de ser bonito nota-se que é um lugar com história. Aí está a fotografia para a posteridade. Tudo o que tinha ouvido foi comprovado. É realmente uma delícia.

E sabem porque hoje me lembrei disto? Porque tenho uns amigos a chegar de Viena e vão trazer-me o que lhes pedi.  Isso mesmo, Sacher-Torte.

Fiquem bem.

Mary S.