Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Partilhar, partilhando

Aqui falo de coisas minhas e coisas que vou vendo ou vou sabendo. O que gosto e o que não gosto. Falo de tudo e de nada!

Partilhar, partilhando

Aqui falo de coisas minhas e coisas que vou vendo ou vou sabendo. O que gosto e o que não gosto. Falo de tudo e de nada!

Quer uma chaminé de quantas horas?

cham_T09ATH3O6.jpg

 (foto retirada da Net)

 

São lindas as chaminés algarvias e segundo dizem, não se costuma ver chaminés iguais. Querem-se diferentes, como forma de arte que são. De influência árabe, do tempo que ali era o Al-Gharb e isso aconteceu por mais de quinhentos anos. Elas são, juntamente com as casas baixas caiadas de branco com decorações coloridas e as famosas açoteias, um símbolo da região mais a sul do país.

A construção da chaminé é muito importante, pela sua forma, tamanho e rendilhado. Eram um sinal de mais ou menos riqueza, porque quanto mais trabalhadas fossem mais tempo demorava a construção e portanto ficariam mais caras.

Era normal na hora de escolher a chaminé, decisão muito importante no projecto de construção da casa algarvia, o seu construtor perguntar ao proprietário - quer uma chaminé de quantas horas?

Em Setembro tenciono passar uns dias no Reino do Algarve e já andei a pesquisar os locais onde existem as mais bonitas. Vou fotografar chaminés. Quantas horas? Não sei. No meu caso o número de horas dispendidas não é relevante, não vou ser remunerada.  Mas seguramente serão bastantes.

Fiquem bem. 

Mary S.

Alfacinha de coração

Vista do Miradouro de Santa Luzia.JPG

 

Não nasci em Lisboa, mas gosto demais desta cidade. Para aqui vim trabalhar há alguns anos e a minha casa não sendo mesmo na cidade, está a uns poucos minutos do seu centro. De uma maneira geral conheço-a bem, com excepção dos bairros antigos. Mas há alguns anos atrás e por causa da paixão pela fotografia, durante algum tempo aos sábados de manhã, ia para Lisboa para conhecer os bairros e também para os fotografar. Dos mais carismáticos falta-me a Mouraria, mas está para breve.

Esta foto dos telhados de Alfama e da Igreja de S. Miguel, foi feita a partir do Miradouro de Santa Luzia. Neste dia de Santo António, uma simples homenagem feita por uma alfacinha de coração. 

Lisboa é Linda!

Fiquem bem.

Mary S.

Lindas como o Sol

20170416_175457.jpg

 

Encontrei-as no meu caminho e fizeram-me lembrar o Sol. Melhor, dois lindos sóis. Agarrei na máquina fotográfica, objecto que sobretudo nos dias bonitos me acompanha sempre, foquei-as e cliquei. Mesmo que daqui por uns dias elas percam este esplendor, ficaram registadas para a posteridade. Adoro fotografar, é uma das minhas paixões. Torna-se muito mais fácil fazer uma foto minimamente aceitável quando os modelos que nos inspiram são tão belos e a luz é a ideal. E estas flores são lindas. Lindas como o Sol.

Fiquem bem.

Mary S.